Traço Elétrico: entendendo sua tecnologia

Traço Elétrico Flexível

Antes de aplicar o Traço Elétrico como solução para aquecimento, é importante entender qual a tecnologia envolvida.

Vamos entender as situações em que se deve pensar em soluções de aquecimento. A temperatura de um fluído/gás em uma tubulação pode ser crítica para a operação da planta. Nos meses de inverno, quando temos temperaturas mais baixas a proteção contra congelamento torna-se essencial, particularmente em linhas com pouco ou nenhum fluxo. As temperaturas do fluido podem precisar ser mantidas enquanto estão armazenados ou percorrem as tubulações da fábrica.

O aumento e manutenção das temperaturas na tubulação do processo é importante para a operação de muitas instalações industriais. A seleção de um sistema de aquecimento geralmente não é uma decisão rápida e fácil, pois há implicações de custo e operacionalidade de curto e longo prazo.

Um sistema de aquecimento envolve colocar um cabo de aquecimento em um tubo, aplicar isolamento sobre o cabo e o tubo, e controlar a energia do cabo. Conceber projetos de sistema de aquecimento simples é geralmente a melhor abordagem, que, por sua vez, mantém o design, a documentação, a instalação e a operação de fácil utilização e pode até mesmo reduzir os custos.

Embora o isolamento térmico reduza a perda de energia para o meio ambiente, somente esta barreira pode não ser suficiente para o processo, demandando a aplicação de soluções de Traço Elétrico para compensar a perda.

Como funciona o Traço Elétrico:

O traço elétrico é um sistema usado para manter ou elevar a temperatura de equipamentos, tubulações, vasos, tanques. O aquecimento elétrico é obtido utilizando um cabo resistivo instalado na parede. A tecnologia atual de Traço Elétrico utiliza um polímero auto regulável que controla a potência entregue ao processo. Quando a temperatura ambiente cai, o polímero cria caminhos condutores que permitem que a corrente flua e aqueça. Quando a temperatura ambiente aumenta, as vias condutoras começam a se separar, fazendo com que menos corrente passe.

Os fabricantes desenvolveram várias tecnologias de cabos de rastreamento térmico adequadas para certas aplicações. A variedade de tecnologias de traceamento térmico disponíveis no mercado varia com relação à sua temperatura máxima de manutenção e capacidade de potência máxima do circuito.

Em alto nível, as tecnologias são categorizadas como resistência em série ou resistência paralela. As tecnologias de resistência paralela têm vantagens, como poder ser cortada em qualquer comprimento, terminável em campo, flexível e geralmente disponível na prateleira. As tecnologias de resistência em série têm vantagens de poder ser usadas para comprimentos de circuito mais longos a partir de uma fonte de energia.

Todas essas tecnologias de rastreamento térmico desenvolvidas, tem como objetivo primordial, facilitar o fluxo de processos. O traceamento elétrico pode ser utilizado em diversos projetos, e os cabos que serão utilizado dependem de qual é a aplicação.

Tipos de cabos para sistemas de traceamento elétrico:

Cabo Auto regulável: Esse tipo de cabo oferece o menor custo, a faixa de uso de baixa temperatura e a capacidade de corte e término no campo. A corrente e a saída de potência do cabo auto regulável mudam com a temperatura. Este tipo de cabo tem corrente de pico, o que pode resultar em um menor comprimento do cabo por circuito. Normalmente, esse cabo é usado para proteção contra congelamento e rastreamento térmico até 150 ° C.

Cabo de Potência Constante: Esse tipo de cabo oferece custo médio, faixa de temperatura mais alta e capacidade de corte e término no campo. O cabo de potência constante tem a vantagem de fornecer sempre a mesma potência ao longo do circuito independentemente da temperatura externa.  Normalmente, este cabo é usado na manutenção industrial de temperatura de tubulação. Dependendo do isolamento da capa do cabo, o traço térmico mantém as temperaturas na faixa de 204 ° C.

Cabo de Isolamento Mineral: Esse tipo de cabo tem um custo mais alto e uma capacidade de alta temperatura de manutenção. Normalmente, o cabo com isolamento mineral é terminado na fábrica sendo fabricado nos comprimentos e potência de projeto. Esse cabo pode ter isolamento de revestimento de HDPE para maior resistência química, um revestimento de cobre nu ou um revestimento de aço inoxidável para alta temperatura e resistência química. Temperaturas superiores a 1000 ° F (538 ° C) são atingíveis com cabo de isolamento mineral de aço inoxidável.

Conheça os cabos ThermoFlow:

Como dimensionar um Sistema de Traço Elétrico:

Os cabos de traço térmico precisam ser dimensionados adequadamente para cada processo. Os cabos possuem várias saídas de potência, voltagens e materiais de revestimento. Os cabos são normalmente projetados para funcionar ao longo da tubulação, a instalação pode ser feita também em espiral, porém em situações específicas, visto que torna a instalação mais complexa. Válvulas, flanges, suportes e outros componentes com maior massa que o trecho linear da tubulação tornam-se dissipadores de calor e exigem uma maior concentração de cabo no local para garantir a compensação pela perda de calor adicional.

Os Cálculos de perda de energia são baseados no fator de condutividade térmica do material aplicado no isolamento térmico, assim com sua espessura, a maior diferença de temperatura entre o processo e o ambiente e a área de superfície total.

A Solução

A ThermoFlow é uma empresa brasileira, que projeta e fornece sistemas de traceamento elétrico. Possuímos todos os tipos de cabos, e buscamos entender as necessidades de cada projeto, com soluções rápidas, seguras e que atendam os custos dos clientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima